fbpx

Peeling de cristal e diamante: Entenda a diferença e saiba qual é o melhor para sua pele

Peeling de cristal e diamante: Entenda a diferença e saiba qual é o melhor para sua pele

O Peeling é um procedimento realizado para corrigir marcas, manchas e rugas, melhorando a aparência da pele. Por meio da esfoliação, o tratamento promove a renovação celular, estimula a produção de colágeno e elastina, deixando sua pele linda e saudável.

Além disso, pode ser feito em qualquer tipo de pele e em qualquer parte do corpo, desde que a cliente tome alguns cuidados para evitar lesões, abcessos (acúmulo de pus) e processos inflamatórios, por exemplo. Os lugares mais comuns para o tratamento são o rosto, colo e as mãos.

Entre os métodos mais procurado estão o peeling de diamante e o de cristal, e ambos ainda geram algumas dúvidas. Por isso, vamos explicar a diferença entre eles, quando aplicados no rosto:

PELLING DE DIAMANTE

É realizado com uma ponteira de caneta e uma lixa diamantada, aspirando impurezas da pele, atingindo somente a epiderme. Este método é mais indicado para peles mais novas e sensíveis, que não necessitam de uma esfoliação abrasiva. Além disso, não causa dor nem vermelhidão. Ideal para hidratar e acabar com as marcas deixadas pelos cravos e espinhas no rosto.

PELLING DE CRISTAL

É feito através de uma ponteira que, ao ser aplicada sobre a pele, libera e aspira os cristais (óxido de alumínio) pelo próprio equipamento a vácuo. Já este, é recomendado para peles mais maduras e que precisam de uma esfoliação mais profunda. O peeling de cristal é um pouco dolorido, podendo haver uma leve queimação. É ideal para remover manchas provocadas pelo sol e cicatrizes de acnes, por exemplo. Ele pode ser realizado de 1 a 2 vezes por semana e a quantidade de sessões necessárias vão variar de acordo com o estado da pele da cliente. Os resultados podem ser vistos logo ao fim da primeira sessão.

Sem comentários ainda.

Escrever um comentário